fbpx

Se você acha que meditar com crianças pequenas é difícil, leia o relato de Renata, que é professora de pequenos entre 4 e 5 anos e medita com seus alunos em sala de aula:

 

Renata Ottoniel dá aulas para crianças de 4 a 5 anos na be.Living. Ela começou a meditar em 2017 depois de perceber que não adiantava “parar à força”. “Eu simplesmente ignorava, me recusava a lidar com alguns sentimentos como a raiva. Eu ia colocando a ‘sujeira para baixo do tapete’ e descobri, com a meditação, que é melhor lidar com esses sentimentos”. Ela conta que aprendeu a respirar com mais consciência, entender suas reações e a poupar-se quando necessário. Renata explica que dar aulas para crianças tão pequenas pode ser desafiante em alguns momentos, pois elas não conseguem nomear seus sentimentos, o que exige que o professor observe com atenção a vida  e sentimentos de cada um para entendê-los melhor: “são pais, mães, babás, é um universo de pessoas, emoções e sentimentos além do aluno”, afirma. Mindfulness ajuda a lidar melhor e com tranquilidade com esta diversidade de pessoas. “E eu  me pergunto o que eu ensino, qual o meu papel e como lidar com tudo isso, pois tudo o que eu faço tem um efeito”.

Ela diz que a meditação a tornou mais tolerante, mais solidária e paciente. O envolvimento de Renata foi tamanho que o projeto de pós-graduação dela foi sobre o ensino de mindfulness a crianças pequenas.

O passo seguinte foi aprofundar, em um workshop da MindKids, formas de levar mindfulness para a sala de aula. “As crianças têm abertura para falar o que sentem, incentivaram os pais a comprarem sinos para praticarem em casa e resolvem conflitos sem minha interferência”, conta.